SMART SUMMIT

Como o marketing digital adora as migalhas deixadas pelos utilizadores

Facebook
LinkedIn
Email
WhatsApp

Indíce

Como o marketing digital adora as migalhas deixadas pelos utilizadores

Por Bruno Marinho, Paid Media specialist do KuantoKusta

Fim dos Cookies?

Os cookies desempenham um papel crucial no marketing digital e na capacidade de oferecer uma experiência personalizada aos utilizadores. No entanto, a proteção da privacidade dos dados dos utilizadores tornou-se uma preocupação central nas políticas de cookies. Browsers como o Safari e o Firefox já lhes fecharam as portas, e a Google quer extinguir estes registos já em 2024 e não tenciona voltar a recorrer aos dados dos utilizadores nos seus produtos.

É essencial para as empresas adaptarem-se a estas mudanças para garantir a conformidade com as regulamentações e continuar a oferecer campanhas efetivas e relevantes de publicidade paga, nos diferentes canais.

O grande desafio está em perceber como atuar num universo sem cookies sem perder relevância nem impactar negativamente o desempenho e objectivos deste canal tão apreciado no Marketing Digital.

Uma coisa é certa: este é um ponto de viragem e a gigante Google está a dominar este corte com o passado. Parece um contrassenso tendo em conta a proliferação do comportamento individual de exposição em redes sociais.

Trabalhar grupos anónimos com interesses comuns. Abandonar a pessoa para olhar para a multidão. Por isso, ao criar campanhas de publicidade digital, é essencial adotar uma segmentação mais focada em informações genéricas e dados agregados.

Mas, como continuar a ter pertinência e a manter a assertividade dos anúncios quando as migalhas que os utilizadores deixam são cada vez menores no Marketing

Continuar a medir o desempenho das campanhas de publicidade digital, fornecendo informações valiosas sobre os utilizadores para que se consiga segmentar detalhadamente o nosso público? Como ter um retargeting efetivo quando falamos para uma multidão?

Como gerar valor para marcas e anunciantes, sem rastrear os dados pessoais dos utilizadores no Marketing.

A adaptação e a rapidez são essenciais para se manter atual e pertinente. Agora, como sempre, este vai ser o caminho para continuar a gerir com relevo e pertinência campanhas de publicidade paga e o manter um canal com relevo para o negócio.

Num mundo cookieless, a recolha de dados evolui, não termina!

À medida que a tecnologia avança, as empresas adaptam-se. Adotando métodos e estratégias inovadores e consentimento do usuário, as empresas continuam a coletar insights valiosos de forma responsável.

O relatório da Deloitte, “2022 Global Marketing Trends”, diz-nos que 61% das empresas já apostam nas estratégias de first-party data e com esta mudança estes números irão aumentar. Este será o caminho a seguir. As empresas terão que se adaptar, adotando estratégias que ajudarão na forma que recolhem as informações dos seus utilizadores, uma vez que a recolha de dados através dos third-party cookies deixará de ser possível.

Todavia, a transparência nas estratégias adotadas pelas empresas para a recolha dos dados dos utilizadores, bem como na forma como estes são tratados e trabalhados. Torna-se parte fulcral para que os utilizadores permitam a recolha dos seus dados e assim seja possível continuar a entregar campanhas de publicidade digital relevantes.

O futuro é sem cookies, mas orientado por dados como sempre!

Fonte: Marketeer

Gostas da área de empreendedorismo? Então vais adorar ler este artigo da Smart Summit:  10 empresas sustentáveis portuguesas que precisas de conhecer

Patrocinar Smart Summit

Ajude a fomentar o empreendedorismo nos Açores. Deixe o seu interesse e enviamos as condições para patrocinar o Smart Summit

Attendee Smart Summit Lagoa 2024

Não perca a oportunidade e participe no Smart Summit Lagoa 2024. Inscreva-se Gratuitamente!