SMART SUMMIT

Empresas portuguesas enfrentam desafios na adoção da AI, revela estudo.

Facebook
LinkedIn
Email
WhatsApp

Indíce

Profissionais de TI em Portugal estão menos confiantes na capacidade das empresas em lidar com a inteligência artificial. Segundo estudo da Equinix, destaca áreas prioritárias de investimento.

De acordo com o Equinix 2023 Global Tech Trends Survey, a maioria dos responsáveis de Tecnologias de Informação (TI) nas empresas portuguesas, consideram que as suas infraestruturas tecnológicas não estão completamente preparadas para lidar com as exigências da inteligência artificial (AI).

Assim sendo, este cenário em Portugal supera a média global, obtida a partir das entrevistas realizadas em outros países incluídos na pesquisa, sendo a média global de 42%. 

Além disso o estudo demonstra um aumento na adoção da AI em todos os setores. Em Portugal, 82% dos participantes, demonstraram interesse em aproveitar os benefícios dessa tecnologia ou já possuem planos para implementá-la em várias funcionalidades essenciais. Globalmente, essa opinião foi compartilhada por 86% dos 2900 decisores de TI entrevistados.

Investimentos em áreas especificas

Há áreas específicas em que o investimento em inteligência artificial é considerado mais prioritário. Em Portugal, 82% dos gestores afirmam que o uso da AI é mais provável nas suas empresas, ou que exista planos nesse sentido.

Áreas como pesquisa e desenvolvimento (75%), segurança cibernética (71%) e desenvolvimento da experiência do cliente (70%) também destacam-se nesse contexto. 

Carlos Paulino, diretor-geral da Equinix em Portugal, destaca a crescente adoção da IA pelos líderes digitais no país, abrangendo diversos casos de uso, desde operações de TI até pesquisa e desenvolvimento, segurança cibernética e experiências personalizadas.

Embora observa que os líderes digitais enfrentam desafios na reestruturação nas suas equipas de TI, devido à aceleração da transformação digital, necessidade de retenção de talentos e falta de habilidades adequadas.

Estudo em relação ao talento

O estudo revela que, entre as empresas que estão reforçando suas equipas para enfrentar os novos desafios das TI, a especialização em AI e Machine Learning, é preferencial em 18% das empresa portuguesas. 

Segundo Kaladhar Voruganti, Senior Technologist da Equinix, os líderes tecnológicos estão rapidamente adotando a AI nas suas organizações. A mesma é essencial para sistemas inteligentes e autónomos, e quem não aproveitarem, correm o risco de perder vantagem competitiva. 

Além disso a pesquisa revela diferenças significativas na abordagem e na perceção das capacidades internas em relação à AI.

Por exemplo, na região da EMEA, existe alguma insegurança na capacidade das suas infraestruturas (49%), comparando com a Ásia-Pacífico (44%) e as Américas (32%). 

Confira abaixo outras diferenças entre regiões, refletidas nas respostas dos responsáveis de TI que participaram da pesquisa global, conduzida online entre 20 de março e 7 de abril deste ano. 

Fonte: SapoTEK

Veja os meus outros artigos aqui.

Patrocinar Smart Summit

Ajude a fomentar o empreendedorismo nos Açores. Deixe o seu interesse e enviamos as condições para patrocinar o Smart Summit

Attendee Smart Summit Lagoa 2024

Não perca a oportunidade e participe no Smart Summit Lagoa 2024. Inscreva-se Gratuitamente!