SMART SUMMIT

Halloween: doçura ou travessura para o Marketing?

Cena asustadora de halloween
Facebook
LinkedIn
Email
WhatsApp

Indíce

Halloween: doçura ou travessura para o Marketing?

O dia 31 de outubro é, hoje, mundialmente conhecido como o dia de Halloween. Nos EUA é o terceiro maior feriado, e, em Portugal tem ganhado, nas últimas décadas, cada vez mais fama.

Aliás, traduzindo esta fama em números, mesmo durante a pandemia, em 2020, o National Retail Federation’s Annual Halloween Spending Survey  (Inquérito Anual de Gastos no Halloween da Federação Nacional de Retalho, nos EUA), relatou que muitos inquiridos ainda esperavam gastar um valor médio recorde de cerca de US$91, por pessoa. Este valor representava um aumento em relação aos $86 do ano anterior, o valor mais alto desde o início do inquérito em 2005. O mesmo relatório indica que, este ano, os gastos dos norte americanos para o Halloween, devem atingir o valor recorde de US$12.2 biliões. Este valor representa quase 2 mil milhões de diferença do recorde anterior, em 2022.

A verdade é que, o Halloween se tornou uma oportunidade gigante para o comércio e para as marcas, mesmo em Portugal, onde se nota claramente um crescimento principalmente nas últimas duas décadas.

De onde vem o Halloween?

Este assustador dia festivo tem origens antigas e um pouco ambíguas, com influência de várias culturas.

Estamos perante um dos feriados mais antigos do mundo, com base na cultura Celta, que celebrava o Samhain, “fim do verão”. Esta celebração durava três dias e marcava o fim das colheitas e o início do Inverno. Os celtas acreditavam que, nesta época do ano, os espíritos dos mortos voltavam à Terra. Por isso, acendiam fogueiras e usavam máscaras para afastar os espíritos malignos. Também as abóboras esculpidas podem ser remetidas para essa época, uma vez que os celtas esculpiam nabos para afastar espíritos e fadas que tentassem esconder-se nas suas casas. Com as invasões romanas na Bretanha, as celebrações em honra da deusa Pomona, deusa da Abundância e dos Pomares acabaram, eventualmente por se fundir com o Samhain.

Entretanto, com o passar do tempo, o Halloween evoluiu e incorporou elementos de diferentes culturas e tradições, incluindo a religião cristã. Aliás, o nome é fácil de decifrar e tem origem na igreja católica . O All Hallow ou All Saints Day (Dia de Todos os Santos), no primeiro dia de novembro, foi criado para fazer frente às práticas pagãs, com um dia em que se honravam os santos católicos e que se rezava pelos que ainda não tinham chegado ao céu. Com o passar do tempo, as tradições fundiram-se e o último dia de outubro ficou conhecido como o All Hallow’s Eve, em que All Hallows é uma referência a “Todos os Santos”, e Eve significa “véspera”, ou seja, “a véspera de Todos os Santos”, abreviando-se para Halloween.

A popularização do Halloween nos EUA está intimamente ligada coma imigração irlandesa para o continente norte americano, no século XIX.

O Halloween: doçura para o marketing

Qualquer feriado temático se revela, normalmente, uma oportunidade para o marketing, pelas suas vantagens comerciais. Assim como o Natal cada vez mais o Halloween marca presença.

Desde os negócios locais às grandes marcas, máscaras assustadoras, doces, objetos de decoração têm vindo a ocupar, de ano para ano, mais espaço e a assumir uma presença maior.

As mais diversas áreas de negócio aproveitam para brincar com as palavras de ordem deste dia festivo, e com as figuras assustadoras, não só quando vendem diretamente produtos para este dia, como para promoções ou reconhecimento de marca, quando nada têm a ver com a área.

O Halloween desempenha, assim, um papel significativo no marketing, principalmente devido à sua popularidade e apelo como feriado temático. Aqui estão algumas das razões:

Atração de Clientes e Vendas:

O Halloween é uma época do ano em que as pessoas estão dispostas a gastar dinheiro em fantasias, decorações, doces e produtos relacionados. Empresas de todos os setores podem aproveitar essa oportunidade para atrair clientes e aumentar as vendas, oferecendo produtos, serviços e promoções relacionados ao Halloween.

Criatividade e Engajamento:

O Halloween permite que as empresas mostrem sua criatividade. Campanhas de marketing temáticas, bem como ações promocionais de Halloween podem atrair a atenção dos consumidores, envolvê-los e criar uma forte identificação com a marca.

Adaptação Online e Redes Sociais:

As marcas podem aproveitar o Halloween para melhorar a sua presença online. No caso do marketing de conteúdo e SEO, usar palavras comuns a este dia festivo vai ajudar a que a marca apareça mais. Para além disso, publicar nas redes sociais, criar blogs e vídeos relacionados e até mesmo reajustar o site ao tema, são também estratégias comuns. Contextualizar a marca com o Halloween vai criar reconhecimento pela marca e criar interação e conexão com o público, apelando às suas emoções e fazendo com que se reveja na brincadeira.

Diversificação de Produtos:

Muitas empresas diversificam seus produtos para incluir produtos temáticos de Halloween. Isso não se aplica apenas a lojas de fantasias, mas também, por exemplo a lojas de roupas e restaurantes. Essa diversificação pode levar a um aumento nas vendas e na visibilidade da marca. Atualmente, é comum ver lojas de roupa de marcas reconhecidas, como as do grupo Inditex a fazer publicidade a peças de roupa que se podem usar para disfarces ou a lançar coleções cápsula dedicadas apenas a esse dia, para além da venda de adereços e máscaras específicos.

O Halloween em Portugal

Em Portugal, é mais conhecido como Dia das Bruxas e, apesar de haver uma forte ligação ao cristianismo, apenas o feriado de Todos os Santos tem uma história. O Halloween é algo relativamente recente, popularizado apenas nas últimas décadas e, especialmente, entre os mais jovens.

Apesar de, em termos económicos não ter uma expressão tão grande quanto, por exemplo, o Natal, o crescimento exponencial já tem alguns números assustadores.

Segundo o blog da transportadora DHL, o site Mascarilha, uma das lojas mais conhecidas de fantasias, já chegou a ter um aumento de 233% de visitas no seu website.

Além disso, ao contrário de 57% dos norte americanos que aproveitam as promoções do fim do Halloween para comprar produtos para o ano seguinte, 40% das vendas em Portugal são feitas no último minuto e, essencialmente, por pessoas entre os 25 e os 35 anos.

O Halloween não é apenas um feriado de diversão e travessuras; é uma oportunidade de marketing incrível. Com sua popularidade em constante crescimento, o potencial de lucro oferecido pelo Halloween é assustadoramente bom. As empresas podem aproveitar essa época para mostrar criatividade, diversificar produtos, atrair novos públicos e fortalecer a conexão com os clientes. Portanto, não perca a oportunidade de entrar no espírito do Halloween e fazer parte desta celebração emocionante e lucrativa.

Esperamos que tenha um Halloween assustadoramente divertido!

Patrocinar Smart Summit

Ajude a fomentar o empreendedorismo nos Açores. Deixe o seu interesse e enviamos as condições para patrocinar o Smart Summit

Attendee Smart Summit Lagoa 2024

Não perca a oportunidade e participe no Smart Summit Lagoa 2024. Inscreva-se Gratuitamente!