SMART SUMMIT

Geração X: Uma Oportunidade Ignorada pelas Marcas

Geração X: Uma Oportunidade Ignorada pelas Marcas
Facebook
LinkedIn
Email
WhatsApp

Indíce

A Meios e Publicidade apresentou recentemente um estudo da agência global de media Wavemaker que mostra a geração X como uma oportunidade ignorada pelas marcas. Este estudo que começa por apontar que 92% dos membros desta geração consultam diariamente as redes sociais. Este número deita por terra a ideia de que esta faixa etária está mais ausente destas plataformas. Consequentemente, demonstra também às marcas que não ver esta geração como prioridade nas suas estratégias de marketing digital é um desperdício de potencial.

Quem é a Geração X?

A geração X refere-se ao grupo de pessoas nascidas entre os anos 1965 e 1980. Ou seja, a geração entre os baby boomers (1945 a 1964) e os millennials (1981 a 1996). Este grupo de indivíduos cresceu num período de transição tecnológica. Testemunharam a ascensão dos computadores pessoais, a expansão da televisão a cabo e o surgimento dos primeiros telemóveis. Com uma experiência de vida única, a geração X desempenha um papel crucial no cenário social e económico atual.

O Pouco Investimento nesta geração

Stuart Bowden, diretor global de estratégia da Wavemaker, argumenta que esta pesquisa destaca as necessidades, desejos e comportamentos dos membros da geração X nas redes sociais e enfatiza a importância de prestar atenção a estes consumidores. A verdade é que, sendo a geração mais rica que já existiu, têm grande potencial para impulsionar o crescimento global das marcas e empresas.

As estratégias promocionais das empresas nas redes sociais continuam a subestimar a geração X, ao investirem apenas 5% para este público, mesmo este representando 27% do consumo mundial.

Os membros da geração acima referida são consumidores fiéis e têm um poder económico significativo. Por isto, e tendo em conta os números do estudo, Zoe Bowen-Jones, diretora sénior de insights da Wavemaker, sublinha a oportunidade perdida pelas marcas. Aliás, enfatiza que “os anunciantes não deveriam menosprezá-los”.

Como combater estes desafios?

Para combater os desafios apontados no estudo da Wavemaker relacionados à geração X, é essencial que as marcas compreendam profundamente as preferências e valores únicos desta geração. Criando, assim, conteúdo com que se identifiquem com eles e, claro, reforçando sua presença nas redes sociais de maneira autêntica.

O estudo da Wavemaker destacou também a insuficiente representatividade da geração X na publicidade atual. Embora representem 31% da população mundial, apenas 4% dos estudos de mercado consideram esta faixa etária. Além disso, a presença de personagens com mais de 50 anos em anúncios de televisão é ainda mais escassa, correspondendo a apenas 24%, enquanto a faixa etária de 19 a 49 anos domina com 76%. Por isso, também a inclusão e representatividade adequada da geração X nas campanhas publicitárias são cruciais, assim como as parcerias estratégicas com influenciadores pertencentes a essa faixa etária.

Promoções, educação, comunicação multicanal e feedback ativo também desempenham um papel vital.

Claro que, além disso, a análise de desempenho é, como sempre, imprescindível. A adaptação contínua, com base nessa análise e nas mudanças de preferências, vai garantir o envolvimento eficaz da geração X.

Em suma, as marcas estão a perder quando não priorizam a geração X nas suas estratégias de marketing digital. Com um alto envolvimento nas redes sociais, lealdade à marca e poder de compra substancial, os membros desta geração são consumidores valiosos que merecem mais atenção das empresas e anunciantes.

Patrocinar Smart Summit

Ajude a fomentar o empreendedorismo nos Açores. Deixe o seu interesse e enviamos as condições para patrocinar o Smart Summit

Attendee Smart Summit Lagoa 2024

Não perca a oportunidade e participe no Smart Summit Lagoa 2024. Inscreva-se Gratuitamente!