SMART SUMMIT

Miya – Solar flutuante em Portugal com tecnologia Israelita

Facebook
LinkedIn
Email
WhatsApp

Indíce

A Miya tem planos para lançar 250 MW de painéis com sensores em Portugal até 2030, com um forte enfoque no crescimento da energia solar flutuante.

A Miya, uma empresa espanhola especializada em eficiência hídrica e antiga gestora das concessões da Indaqua em Portugal, está preparada para alargar o seu portefólio de negócios. Após o êxito de um projeto em Israel, onde inauguraram o maior parque solar flutuante com rastreio, o seu foco atual é explorar o mesmo potencial em Portugal.

Qual é a perspetiva de José Carazo, da Miya Water?

José Carazo, Chief Growth Officer (CGO) da Miya Water, vê o mercado português como altamente atrativo, repleto de oportunidades de crescimento.

Esta estratégia está em total conformidade com os objetivos de Portugal estabelecidos no Plano de Energia e Clima (PNEC). Até 2030, o país tem a intenção de instalar mais de 20 gigawatts (GW) de produção solar fotovoltaica, com quase 15 GW dedicados à produção centralizada. A Miya pretende contribuir de forma significativa para atingir esse objetivo, com pelo menos 1 GW proveniente da energia solar flutuante. Atualmente, a EDP é a única empresa que explora essa tecnologia na barragem do Alqueva em Portugal, mas a Miya está preparada para ingressar neste setor.

José Carazo antevê um crescimento promissor para a energia fotovoltaica flutuante, tanto a nível global como em Portugal. Espera-se que o mercado cresça até 4 GW nos próximos cinco anos em todo o mundo, atingindo cerca de 30 GW até 2030. A Miya está entusiasmada por acelerar o alcance das metas estabelecidas em Portugal.

A Miya escolheu a Xfloat, uma empresa israelita da qual se tornou acionista em fevereiro, para concretizar sua aposta na energia fotovoltaica sobre a água. A Xfloat desenvolveu uma tecnologia inovadora que incorpora sensores (trackers) nos módulos solares, permitindo um aumento de até 30% na rentabilidade da produção em comparação com outras tecnologias fixas. Isso ocorre porque os módulos, por meio dos trackers, seguem o movimento do sol ao longo do dia, ajustando o ângulo dos painéis em tempo real por meio de um sistema de controle inteligente.

Como funciona esta tecnologia?

A tecnologia Xfloat da Miya otimiza a produção de energia solar e, adicionalmente, destaca-se pela sua durabilidade. Utiliza materiais de qualidade marítima e estruturas instaladas um metro acima da água, sendo resistentes à corrosão e às condições climáticas adversas.

Além disso, a energia solar flutuante cria sinergias com a irrigação, centrais hidroelétricas e abastecimento de água, contribuindo para cobrir os custos desses serviços.

A Miya está confiante de que dos 1 GW de painéis solares planeados para Portugal até o final da década, pelo menos 250 MW utilizarão a tecnologia Xfloat. As conversações com promotores nacionais têm gerado interesse positivo, especialmente com o Algarve e o Alentejo como regiões de destaque.

Portugal é considerado um mercado de rápido crescimento para a energia solar flutuante, possuindo regulamentação avançada na União Europeia. A Miya está preparada para explorar esse potencial em parceria com os operadores locais.

Além disso, a tecnologia Xfloat está pronta para entrar em ação. Na verdade, em Israel, a Miya está prestes a inaugurar o maior parque solar flutuante do mundo, equipado com rastreamento. Isso ocorrerá ainda este ano. O parque terá uma capacidade de 10,6 MW e produzirá 21 GWh por ano. É o suficiente para abastecer cerca de três mil famílias em Tel Aviv. Isso é particularmente relevante, uma vez que o consumo médio de eletricidade na região é de 8,000 kWh. O valor do investimento não foi divulgado, no entanto, a empresa mantém sua confiança nos resultados desse parque.

Prazos de inauguração

A empresa Miya informa que, devido ao conflito armado em Israel entre as forças militares e o grupo terrorista palestino Hamas, os planos de inauguração do parque solar flutuante estão suspensos, embora o parque esteja completo e operacional. A situação atual pode atrasar o evento de inauguração. Mesmo com esse obstáculo, a Miya mantém a confiança nos resultados desse parque.

Existirão outras localidades onde será implantada esta inovação?

Além de Portugal, a tecnologia Xfloat tem potencial para ser implantada nos Estados Unidos e na Ásia, onde se prevê um rápido crescimento no setor de energia solar flutuante. A Miya estima que, até o final do próximo ano, a tecnologia israelita permitirá, sobretudo, inaugurar até 120 MW de nova capacidade de energia solar flutuante em todo o mundo.

Aposta em sistemas de eficiência hídrica, em Portugal

A Miya mantém seu foco na exploração do potencial da energia fotovoltaica flutuante em Portugal. Ademais, também mantém sua prioridade na implementação de sistemas de eficiência hídrica no país.

Notícia tendo por base o Eco Sapo;

Já leu o artigo sobre a Criação de um centro de inovação e tecnologia pela IBM? Clique aqui para saber mais!

Patrocinar Smart Summit

Ajude a fomentar o empreendedorismo nos Açores. Deixe o seu interesse e enviamos as condições para patrocinar o Smart Summit

Attendee Smart Summit Lagoa 2024

Não perca a oportunidade e participe no Smart Summit Lagoa 2024. Inscreva-se Gratuitamente!