SMART SUMMIT

Portugal vence prémio da ONU relativo à inovação turística  

Facebook
LinkedIn
Email
WhatsApp

Indíce

A Organização das Nações Unidas premiou Portugal pela sua inovação do turismo.  

Decorreu a segunda edição da Organização Mundial do Turismo, das startups globais, onde inclui Portugal entre os 15 projetos vencedores da inovação do turismo. Designado por “Awake Tourism Challenge“, o principal intuito é de se centralizar nos ODS – Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – e, ainda, fazer com que este setor se torne mais inclusivo e resistente. 

Este evento é estruturado pela participação da comunidade local; economias azul e verde; criação de capital sustentável e ecológico; tecnologia para o bem; turismo de educação e empoderamento da mulher. 

Participação da Comunidade Jovem e de outras Comunidades locais 

Primeiramente, tal como já havia sido referido, Portugal encontra-se entre os 15 projetos vencedores. A Startup Noytrall, com sede em Coimbra, disponibiliza tecnologias para hotéis e hóspedes. Esta empresa dispôs-se juntamente com startups de países como o Catar, Coreia do Sul, Alemanha, Espanha, Panamá, Namíbia e Singapura.  

Posteriormente, a OMT – Organização Mundial do Turismo – admite haver uma grande disponibilização de inovação de alto valor para o consumidor, por parte dos vencedores deste projeto. Para além disso, existe uma grande participação jovem e das comunidades locais. É importante referir que, desta vez, tiveram que comprovar a utilização destas tecnologias para monitorização e gerenciar o impacto ambiental das atividades turísticas.  

Zurab Pololikashvili – Secretário-Geral da OMT – refere que o turismo possui o poder de tornar o setor do turismo mais ágil e direcionadas com os ODS.  

Centro de Inovação e Bolsas de Estudo na participação do projeto de inovação do turismo

Na sua generalidade, inscreveram-se, neste projeto, mais de 2000 (duas mil) inscrições de 120 países. A sua predominância era sobretudo da Europa, América e África, seguidos da Ásia Pacífico e Oriente Médio. Foram escolhidos 15 de 30 participantes. 

Com o prémio recebido pelos vencedores, as empresas irão, por um período de três meses de incubação, no Spart Crans-Montana – Centro de Inovação Les Roches (Grupo Educação Sommet). Para além disso, os vencedores terão acesso a uma bolsa de estudo pela OMT e aderirão a campanhas globais de comunicação com vista a mostrar os seus interesses e atividades.  

Conteúdo tendo por base a ONU News; 

Já leu o artigo sobre o primeiro robô advogado? Clique aqui para saber mais! 

Patrocinar Smart Summit

Ajude a fomentar o empreendedorismo nos Açores. Deixe o seu interesse e enviamos as condições para patrocinar o Smart Summit

Attendee Smart Summit Lagoa 2024

Não perca a oportunidade e participe no Smart Summit Lagoa 2024. Inscreva-se Gratuitamente!