SMART SUMMIT

Reino Unido volta a fazer parte dos programas europeus Horizonte e Copérnico

Facebook
LinkedIn
Email
WhatsApp

Indíce

Três anos, após o Brexit, o Reino Unido regressa aos programas científicos europeus Horizonte e Copérnico. Na sequência de um acordo político com a Comissão Europeia, anunciado no dia 7 de setembro, sobre a envolvimento do país em questão nos respetivos programas.

O que é o Horizonte Europa?

O Horizonte Europa é o programa-quadro de investigação e inovação (I&I) da União Europeia (UE) durante 2021 e 2027. Assim, dá continuidade ao programa Horizonte 2020.

O intuito é ampliar a base científica e tecnológica da UE. Portanto, o programa contribui tanto para a realização dos objetivos de desenvolvimento sustentável, como para estimular a competitividade e o crescimento. Em síntese, esta é principal iniciativa da UE destinada a apoiar a I&I, desde a conceção inicial até à comercialização.

Com um orçamento de 95,5 mil milhões de euros, onde se incluem 5,4 mil milhões provenientes do Instrumento de Recuperação da União Europeia e ainda os financiamentos nacionais e regionais em I&I.

Podem ser beneficiários destes fundos as pessoas coletivas da UE e dos países associados. Entre os membros associados encontra-se, recentemente, o Reino Unido.

Participação do Reino Unido em outros programas

Para além do programa Horizonte, o Reino Unido também participará no Copérnico, enquanto membro associado. Este programa europeu observação da Terra, disponibilizando informação de satélites e outras fontes para previsões meteorológicas futuras.

Contudo, o país em questão não voltará a fazer parte do Euratom. Iniciativa da comunidade europeia destinados à energia atómica. Neste caso, apenas exista um acordo de cooperação específico no domínio da fusão nuclear.

O acordo ideal para o Reino Unido

Depois de meses em negociação, os investigadores e cientistas britânicos podem candidatar-se às bolsas e participar em projetos do programa Horizonte. Esta é a primeira participação britânica no programa Horizonte, após à negociada em 2020, devido às divergências sobre os acordos comerciais pós-Brexit na Irlanda do Norte.

O Reino Unido, como país associado, contribuirá com quase 2,6 mil milhões de euros por ano, em média, para o Horizonte Europa e o Copérnico, a começar em Janeiro de 2024.

“Trabalhámos com os nossos parceiros da UE para garantir que este é o acordo certo para o Reino Unido, que abre oportunidades de investigação sem paralelo, e também o acordo certo para os contribuintes britânicos”

Primeiro-ministro britânico, Rishi Sunak

Isto que dizer, que, por um lado, garantem aos contribuintes que não vão pagar pelos anos que o país esteve fora do programa. Por outro lado, os investigadores do reino unido tem acesso a um mecanismo de reembolso automático. Caso recebam muito menos dinheiro do que aquele que foi investido pelo país.

Deste modo, o Reino Unido terá acesso ao ao “maior programa de colaboração no domínio da investigação do mundo” garantindo também o acordo ideal com as melhores condições financeiras.

Fonte: Público e EuroNews

Veja os meus artigos aqui!

Patrocinar Smart Summit

Ajude a fomentar o empreendedorismo nos Açores. Deixe o seu interesse e enviamos as condições para patrocinar o Smart Summit

Attendee Smart Summit Lagoa 2024

Não perca a oportunidade e participe no Smart Summit Lagoa 2024. Inscreva-se Gratuitamente!